Sábado, 18 de Maio de 2024
77 9 9927 9463
Senado Federal Senado Federal

CCT aprova incentivo à redução de gases do efeito estufa

A Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) aprovou nesta quarta-feira (11) projeto que cria regras de fomento à mitigação e à remoção de gases do efe...

17/04/2024 13h10
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Fernando Dueire apresentou relatório favorável ao PL 4.364/2023, que segue para a Comissão de Meio Ambiente - Foto: Roque de Sá/Agência Senado
Fernando Dueire apresentou relatório favorável ao PL 4.364/2023, que segue para a Comissão de Meio Ambiente - Foto: Roque de Sá/Agência Senado

A Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) aprovou nesta quarta-feira (11) projeto que cria regras de fomento à mitigação e à remoção de gases do efeito estufa. Do senador Astronauta Marcos Pontes (PL-SP), a matéria recebeu parecer favorável do relator, senador Fernando Dueire (MDB-PE) e segue agora para análise de forma terminativa na Comissão de Meio Ambiente (CMA).

O PL 4.364/2023 altera a Política Nacional sobre Mudança do Clima ( Lei 12.187, de 2009 ) para incluir ações prioritárias nas medidas nacionais para reduzir a emissão de gases do efeito estufa por entidades públicas e privadas. Uma das prioridades é a pesquisa e o desenvolvimento para a produção de energias renováveis e para o aumento da eficiência energética.

O projeto também prioriza a restauração da vegetação nativa em áreas prioritárias e o controle e a prevenção do desmatamento. Além disso, o texto valoriza os recursos naturais e incentiva o pagamento por serviços ambientais com foco na manutenção, recuperação ou melhoria da cobertura vegetal.

As medidas nacionais articuladas entre União, estados, Distrito Federal e municípios deverão dar atenção a políticas públicas e ações do setor privado voltadas para a agricultura de baixo carbono, assim como ao desenvolvimento de técnicas com baixa emissão de carbono no setor industrial. Sistemas de transporte urbano e rodoviário baseados em energias renováveis também estão entre as prioridades.

Dueire apontou que a transição para uma economia sustentável requer alterações na forma de produção, de modo que técnicas mais poluentes sejam substituídas por métodos de menor impacto ambiental.

— Contudo, não basta que tais tecnologias existam, pois, para serem voluntariamente adotadas, devem ser economicamente viáveis para o setor privado.

A reunião foi presidida pelo senador Carlos Viana (Podemos-MG).

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias