Quinta, 18 de Julho de 2024
Brasil São Paulo

Material radioativo é furtado em São Paulo, mas risco à população é baixo

rime ocorreu na zona leste da capital paulista, mas embalagens blindadas impedem irradiação

05/07/2024 14h05 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação
Reprodução /
Reprodução /

Um veículo que transportava material radioativo foi furtado na última segunda-feira (1º) na região de São Mateus, na zona leste da capital paulista. A informação foi confirmada pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), que alertou sobre o caso, mas tranquilizou a população, afirmando que o risco de exposição à radiação é baixo.

O material furtado, utilizado para fins medicinais, estava acondicionado em embalagens de chumbo que impedem a emissão de radiação para o ambiente, segundo a CNEN. No entanto, a comissão ressalta que a manipulação inadequada do material pode oferecer riscos à saúde.

De acordo com as investigações iniciais, o funcionário responsável pelo transporte do material descumpriu normas de segurança ao estacionar o veículo em via pública, próximo à sua residência. Os protocolos exigem que o carro estivesse em local monitorado durante todo o período de armazenamento.

A CNEN acredita que os criminosos não tinham conhecimento da natureza do material transportado e que o objetivo do roubo era o veículo em si. A Polícia Civil investiga o caso e busca imagens de câmeras de segurança que possam auxiliar na identificação dos responsáveis.

Risco à população é baixo

Apesar do susto causado pelo furto, a CNEN reforça que o risco à população é baixo. As embalagens de chumbo garantem a blindagem do material radioativo, impedindo que ele emita radiação para o exterior.

Ainda assim, a comissão orienta que, em caso de encontrar o material, a pessoa deve manter distância e entrar em contato com a CNEN pelos telefones (21) 98368-0734 ou (21) 98368-0763, ou com a Polícia Militar.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias