Sábado, 18 de Maio de 2024
77 9 9927 9463
Meio Ambiente Bahia

Especialistas discutem gestão e impactos das barragens na Bacia do Itapicuru

Ocorrerá no município de Queimadas o I Seminário de Barragens do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Itapicuru (CBHI). O post Especialistas discu...

14/05/2024 10h28
Por: Redação Fonte: Secom Bahia
Foto: Ascom/Inema
Foto: Ascom/Inema

Nos dias 16 e 17 (quarta e quinta-feira), ocorrerá no município de Queimadas o I Seminário de Barragens do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Itapicuru (CBHI). Com o tema “A bacia do Itapicuru e suas barragens de abastecimento e rejeitos: onde estão, quem cuida e quais os projetos e problemas?”, o evento reunirá especialistas, gestores públicos e representantes da sociedade civil para discutir os desafios e as perspectivas das barragens na região.

Durante o seminário, serão realizadas diversas atividades, como palestras, debates e mesas-redondas, que abordaram temas como a situação atual das barragens na bacia do Itapicuru, os cuidados necessários com as barragens, os projetos em andamento, os desafios futuros, os impactos ambientais e sociais das barragens, e o papel da sociedade civil na fiscalização e monitoramento das barragens.

A Bacia Hidrográfica do Rio Itapicuru, situada no nordeste da Bahia, ocupa uma área de 38.664 km², equivalente a 6,6% do território do estado. A economia da região é dominada pela agricultura de subsistência, pecuária tradicional e mineração. Com uma população de 1,3 milhões de habitantes e um clima semiárido predominante, a bacia é um ponto central na Região de Planejamento e Gestão das Águas (RPGA).

Os comitês de bacias, incluindo o CBHI, são órgãos colegiados com funções consultivas, normativas e deliberativas. Seus membros são responsáveis por discutir e decidir sobre a gestão dos recursos hídricos, abordar problemas socioambientais, resolver conflitos de interesse relacionados aos múltiplos usos da água e desenvolver estratégias para a implementação de políticas públicas que melhorem a quantidade e a qualidade da água.

Fonte: Ascom/Inema

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias